Bárbara Salimena

Juiz de Fora - MG
contatoholychic@gmail.com
  • Facebook - Black Circle
  • Instagram - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • YouTube - Black Circle

Viagem à Londres, Inglaterra

13/05/2014

“- Júlia, Londres ou Paris?

- Huummm, difícil! Mas Londres. Porque?”

 

Com esse diálogo que tudo começou. Uma viagem em família, uma semana em Londres. É o sonho de muita gente e com certeza era o meu. 

 

Faltavam 3 semanas para viajarmos e eu já estava louca, ansiosa, vendo roteiros, pontos turísticos, restaurantes, e claro: o endereço dos famosos.

 

Eis que chegou o grande dia! 11h horas de viagem. Classe econômica, sem se mexer direito, tentando dormir e toda hora abrindo a janelinha do avião acordando o passageiro ao lado. Ao chegar no aeroporto de Heathrow, troquei meu dinheiro por libras (vale a pena trocar lá mesmo), atualizei as redes sociais com o wi-fi de lá mesmo e já comprei o cartão para o metrô, Oyster. Você coloca um valor X de crédito, e se sobrar, eles te retornam o valor quando você for devolver o cartão.

 

Ficamos num bairro que se chama South Kensigton. Uma GRAÇA. O hotel era perto da estação de South Kensigton mesmo. E uma dica valiosa é: quando forem procurar hotel/hostel, tentem achar um próximo às estações. Você vai andar de metrô todos os dias.

 

O primeiro dia foi para conhecer o local. Andei pelo bairro mesmo, e ali pertinho já vi dois mercados, Waitrose (É LINDO) e o Tesco. Em frente à estação tinha um Starbucks, que aliás, tem aos montes por lá. As casas lindas, com uma simetria típica de casas europeias. Logo de cara percebemos que aquele bairro era diferente. Tinham MUITOS carros maravilhosos (leia-se: caros) pelas ruas, a toda hora passava um. Meu irmão ficou doido, tirou várias fotos.

 

Acordamos cedo, tomamos café e fomos para o lugar mais visitado de Londres, o Big Ben! A estação que te deixa lá é NA FRENTE do relógio, então você já sai de lá e dá de cara com aquela torre enorme, várias pessoas tirando foto, inclusive eu.

 

Nesse dia estava bastante frio. Compramos um pacote típico de turista: London Eye + Sealife Aquarium + Madame Tussauds. Como o tempo estava feio, fomos no aquário primeiro. Parece bobo mas é muito divertido. Peixes exóticos, arraias gigantes, tubarões que dão medo e a parte do pinguins que são as coisinhas mais lindas! É um programa bem família, vale a pena levar os pequenos (apesar deu ter adorado hahaha).

 

Outro lugar que faz sucesso, e não só em Londres, é o Madame Tussauds. Os bonecos de cera são MUITO parecidos. É bem grande, tem várias sessões, e muitas pessoas querendo tirar foto com os famosos. PENSE RÁPIDO: um casal que rendeu uma fila para serem fotografados? ~~~~~ Brad Pitt e Angelina Jolie. Até em cera esses dois são maravilhosos. Os queridinhos da Inglaterra tinham uma sala só pra eles, One Direction: amor britânico!

 

Olha, esses podem ser um dos lugares mais visitados da cidade, mas nada se compara à OXFORD STREET. Se você for à Londres e não for nessa rua: volte duas casas.

 

Lá é o ponto certo pra quem quer fazer compras. Milhares de lojas, uma loucura total. A mais amada e com certeza a mais cheia é a Primark. Apesar do preço ser em libra, ainda assim vale a pena. Outra que comprei bastante foi a H&M, muita roupa diferente e com preços ótimos. Lojas de departamento que deixaram meus dias mais felizes.

 

Tem para todos os gostos e bolsos, sem dúvidas. A vontade de comprar tudo é insaciável. E outra dica: deixe para comprar os famosos souvenir por lá. Tem várias lojas enormes com lembrancinhas da cidade.

               

Por onde se anda vemos cafeterias. Não é só Starbucks que faz sucesso por lá. A cada esquina tem um lugar para se tomar café. Me senti em Gossip Girl quando saí pela rua com um cappuccino na mão, destemida e aventureira. Lá tem muitos lugares para se fazer um lanchinho. Os londrinos trabalham muito e nem sempre têm tempo para parar e almoçar. Compram um sandwish e é isso aí.

 

Dentro do meu roteiro estavam incluídos os museus, que em sua maioria são gratuitos (vantagem para quem quer economizar). Infelizmente só conseguir ir no National History Museum, Science Museum (muito legal! E tem um shoppingzinho com coisas muito bacanas para comprar) e o National Gallery, que fica na Trafalgar Square.

 

A Trafalgar Square é palco para várias manifestações. Quando fui, tinha um grupo protestando sobre alguma coisa, e várias pessoas em volta ouvindo. É muito grande. Tem um chafariz lindo no meio da praça. E lá também, como é um ponto turístico, concentram-se vários artistas de rua. Grupo de dança, música ao vivo, estátua humana. Tudo é uma diversão! Em falar em música ao vivo, tem várias espalhadas pela cidade, inclusive dentro do metrô. Sempre vai ter um cara tocando um violino.

 

Nesse dia também fui no Palácio de Buckingham. Sempre cheio de turistas querendo fotografar a “casa” da rainha. Porque aquilo alí é uma mansão, minha gente! E é pertinho do St Jaime’s Park. Se você tiver tempo, entra e fica deitado ali na grama, tomando um sol.

               

Pra quem curte compras, outro lugar que não pode deixar de ir é na Camden Town. É um lugar mais alternativo, com lojas diferentes com roupas exóticas e uma feirinha maravilhosa. E na hora de pagar, pode dar uma CHORADA que os vendedores abaixam o preço. “It’s too expensive”. Infelizmente fiquei pouco tempo no bairro, mas aconselho a darem uma passadinha! Principalmente pro pessoal underground. Tem muita roupa de banda, coturnos e etc.

 

Uma coisa importante também: não tenham medo de perguntar. Pra mim qualquer desculpa era motivo pra puxar um assunto em inglês, “Hello, how can I get to this station?”. Cara de pau mesmo! Na maioria das vezes eu não entendi nada e falava apenas “OK”, mas faz parte da aventura. O povo é educado, qualquer esbarrada que te deem na rua já pedem desculpa. Um dos detalhes que você vai perceber quando for pra lá: ninguém te olha. Se você estiver com cabelo verde, blusa de bolinha e calça listrada, ninguém está nem aí! Se tiver alguém te olhando provavelmente vai ser um turista, e provavelmente um brasileiro.

               

Outros lugares que valem a pena ir é na London Bridge e na Tower Bridge (que é mais bonita). Na época em que fui, final de Março, estava rolando ali perto uma feira de livros. Eram MUITOS livros, acho que a maioria usados, com preços bem legais. Tinha para todos os gostos. 

 

E pelo caminho tinham algumas bandinhas pela rua, fazendo um som legal enquanto você caminha. Se fosse no Brasil seria um carro de som tocando funk, certeza.

               

Infelizmente não consegui fazer muita coisa que estava no roteiro. Tanto é que vocês provavelmente sentiram falta de ter alguma coisa falando sobre a NOITE EM LONDRES. Pois é amigos, cruzei oceanos e nem curti uma noitada. Mas tudo bem, era uma viagem em família. A próxima pretendo ir com amigos ou até mesmo sozinha. 

 

Só o fato de ter tido a oportunidade de ir e conhecer essa cidade já valeu a pena.
Viajar é preciso! 

 

 

POSTADO POR: Júlia Zielinsky

Tags:

Please reload

UNBOXING - Box Petiko para gatos #novembro

10/01/2020

Riquezas de Black Friday e Natal 2019

02/01/2020

1/5
Please reload

  • Facebook - Black Circle
  • Instagram - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • YouTube - Black Circle

POSTS RECENTES

Please reload

TAGS

Please reload

Bárbara Salimena, 27 anos.

É formada nos cursos Artes e Design e Moda da UFJF. Vegetariana, é apaixonada por animais em geral, mas seus maiores amores são a cadelinha Isis e os gatinhos Mia, Vicky, Nick e Lucy. Adora moda, lanches, maquiagem, música, filmes e ler um bom livro.